14 January 2005

como dormir

Alguém me fale ao ouvido palavras sãs,
imagens loucas não cabem mais cá dentro.
Esta insónia de que sofre o meu coração
não tem fim com tanta agitação.
Alguém me fale baixinho coisas sem tradição.
Que esta tradição de se amar igual a todo e qualquer um,
deixa-me acordada toda a noite pensando que durmo.

É que o meu coração, por acréscimo ou defeito,
vai continuar a sofrer desta insónia e sem conseguir esconder-me, que contar amores não é como contar carneiros.

1 comment:

Rostos said...

Não me contes, que eu sou gémeos.